Para que serve a utopia?


image

”A utopia está lá no horizonte.
Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos.
Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos.
Por mais que eu caminhe, jamais a alcançarei.
Para que serve a utopia?
Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.”

(Eduardo Galeano)

                      O amor é assim… *-*

                      O amor é assim… *-*

Julia & Douglas

                   Brincadeirinha que eu fiz hoje para o MEU AMOR!

Jorge Vercillo - Signo de ar
19 plays

Jorge Vercillo - Signo de Ar

Anda,
Manda e desmanda num beijo, Por onde passa, encanta, O seu sobrenome é desejo, Por você o sol se levanta, Me tira do sono e do sério, Sopra no ouvido esse mantra, Seu andar me deixa aéreo, Seu sorriso faz verão.

Signo de ar, Que mistério envolve, O seu caminhar? Abre as varandas
Do meu coração, Que visão! Você e o mar… Signo de ar, Faz o paraíso nos visitar, Com seu sorriso De constelação, No varal do verão.

Seu sorriso faz verão…

Monique Kessous - Pitangueira
165 plays

Pitangueira - Monique Kessous

Uma palavra de amor
Um pedaço, um compasso,um segundo do beijo
Muda o tempo, troca a estação
Flores de agosto debaixo da pitangueira
Dessa maneira
Nos seus braços o mundo parou sem avisar

Eu vou pedir pro tempo esperar
Eu quero mais
Que vá e esqueça de passar por nós
Eu vou pedir pro tempo me esperar, se atrasar
Que me deixe contigo
Me faça um favor
Que vá e esqueça de passar por nós

Problemas são inevitáveis.
Já a duração do sofrimento é você quem determina.

”Menina, menino, não deixe de amar.
O amor é o que há!
Começa quentinho e pode queimar.
O amor amplifica. O amor simplifica.
Gerador do motor, de revolucionar.
O amor sempre estará louco para amar…”

(Menina, Menino - Adriana Calcanhotto)

9 plays

Levitar dos colibris
graciosamente breve
Como pode tão feliz ?
Censurar, ninguém se atreve, baby
Não precisam inventar
qualquer coisa que me eleve,
basta teu sorriso pra dispensar
Asa-delta e ultra-leve

Se carece de definição: me sinto leve
Céu azul na bolha de sabão que o vento leve
como folha, o coração
Ao te refletir, um espelho em si
vira quadro ou vira arte
Salvador Dalí não ousou imaginar-te

E eu me sinto flutuar,
maravilha que me elege,
feito pipa pelo ar, mar azul na areia bege, bege
Como brisa a me beijar,
teu carinho me protege
Me abraça, me derrete ao brincar
como o mar no Iceberg

Com você não tem explicação me sinto leve
Céu azul na bolha de sabão que o vento
Leve como folha, o coração
Ao te refletir, um espelho em si
vira quadro ou vira arte.
Salvador Dalí não ousou imaginar-te

Se carece de definição: me sinto leve
Céu azul na bolha de sabão que o vento leve
como folha, o coração
Ao te refletir, um espelho em si
vira quadro ou vira arte
Salvador Dalí não ousou imaginar-te